13 de fevereiro de 2017

Foi descoberta uma pista importante sobre a causa de doenças neurodegenerativas


Cientistas de Manchester (Reino Unido) informaram que os seus homólogos chineses e eles exploraram num novo orgânulo as causas de doenças neurodegenerativas, que se estão a tornar no grande assassino do século XXI. 
A desativação de uma parte dos neurónios que agem como limite para regular o fluxo de proteínas mostrou causar neurodegeneração, descobriu o novo estudo. 
O professor Martin Lowe disse que "os nossos resultados fornecem novos olhares sobre os mecanismos que causam a morte das células nervosas dentro do cérebro, e isso é relevante para a compreensão das doenças neurodegenerativas, tais como ataxia, a doença de Parkinson e de Alzheimer." 
"Este melhor entendimento pode ser explorado no futuro, para desenvolver novas terapias para essas condições devastadoras", disse Lowe. 
investigador disse que desativar as proteínas limite no cérebro levou a uma nova pista das doenças neurodegenerativas. 
O estudo foi realizado pela Universidade de Manchester (Reino Unido) e o laboratório Shilai Bao da Academia de Ciências da China, em Pequim. 
investigação, conduzida em ratos, concentrou-se no aparelho de Golgi, um compartimento dentro de cada célula do corpo que controla o processamento e transporte de proteínas. 
O aparelho de Golgi é essencial para o crescimento da membrana celular e a libertação de diversos tipos de proteínas, tais como hormonas, neurotransmissores e proteínas que formam o esqueleto humano. 
A trabalhar com os colegas chineses, os investigadores de Manchester examinaram o papel do aparelho de Golgi em neurónios e descobriram que os ratos em que o dispositivo foi desactivado sofreram atrasos no desenvolvimento, ataxia severa e morte pós-natal. 
"Os nossos resultados, combinados com trabalhos anteriores sugerem que durante as mudanças celulares, a perda da função Golgi pode ser um passo intermediário importante que contribui para a morte celular", disse Lowe. 
"Os nossos resultados indicam que em certas doenças neurodegenerativas, perda de função do aparelho de Golgi pode contribuir para a patologia que está a acontecer," disse Lowe. 


(artigo traduzido) 


Sem comentários:

Enviar um comentário