20 de março de 2017

Reabilitação intensiva da fala no domicílio para adultos com ataxia degenerativa



Adam Vogel, PhD 
Centro de Neurociência da Fala 
Parkville, Victoria, Austrália 


A perda da capacidade de falar é um resultado devastador e inevitável de muitas doenças neurodegenerativas. Quando as pessoas perdem a capacidade de falar, perdem a capacidade de realizar tarefas básicas. Eles podem ser estigmatizados e marginalizados, e muitas vezes têm desafios com o emprego. Com o tempo, eles experimentam uma diminuição na sua qualidade de vida. As ataxias hereditárias causam uma falta de coordenação com a marcha, a fala, o movimento ocular e das mãos. Atualmente, não existem terapias disponíveis para impedir a progressão da ataxia degenerativa. No entanto, a terapia para melhorar a fala está ao alcance. 
A minha equipa e eu conduzimos um estudo piloto bem-sucedido que se baseia em (1) os princípios da aprendizagem motora e respostas biológicas e (2) a perícia de uma equipa especializada em terapia do movimento e ataxia. Desenvolvemos um programa de exercícios de fala intensivo de 4 semanas, para casa, projetado para melhorar a fala em pacientes com ataxia hereditária. O tratamento centra-se na melhoria da inteligibilidade e controlo vocal. Criamos exercícios e feedback para melhorar a capacidade dos indivíduos de monitorizar as suas próprias capacidades de fala e melhorias. O programa é adequado para uso num ambiente clínico, de modo que pode ser facilmente introduzido na prática clínica. Também pode ser adaptado para uma série de outros distúrbios neurológicos progressivos. O financiamento da NAF será usado para desenvolver um estudo controlado, bem concebido que pode avaliar a eficácia deste programa. 

(Este estudo foi contemplado com uma bolsa para investigação para 2017, atribuída pela NAF – National Ataxia Foundation, EUA) 


(artigo traduzido)