6 de março de 2017

Estudo sobre dispositivo de vibração, Equistasi, para auxiliar o movimento em pacientes com ataxia


Equistasi, um dispositivo médico, pode melhorar a ataxia dos membros e da marcha - uma perda de controlo do movimento muscular voluntário - em pacientes com ataxia cerebelosa hereditária, como a ataxia de Friedreich, mas mais estudos são necessários para confirmar essas conclusões. 

O estudo, "Um estabilizador propriocetivo portátil para a reabilitação dos membros e ataxia de marcha nas ataxias cerebelosas hereditárias: um estudo piloto aberto", foi publicado na revista Neurological Sciences. 

Equistasi é um dispositivo médico que consiste numa placa retangular composta exclusivamente de fibras de nanotecnologia que transformam a temperatura do corpo em energia vibratória mecânica. Este dispositivo ajuda a coordenar o movimento, e foi testado em pacientes com doenças de movimento, como Parkinson, mas se ele também pode beneficiar pacientes com ataxia de Friedreich era desconhecido. 

O estudo envolveu 11 adultos com ataxia espinocerebelosa (SCA) ou ataxia de Friedreich (FRDA), que foram convidados a usar Equistasi durante três semanas. A avaliação clínica foi realizada no início do estudo, após o uso do dispositivo (T1) e três semanas após a interrupção do uso do dispositivo (T2). As medidas incluíram a avaliação e a pontuação da ataxia (SARA), o teste de nove furos (9-HPT), o teste de disartria PATA e o teste da caminhada de 6 minutos (6-MWT). A medição da marcha foi realizada usando um sensor inercial portátil (BTS-G-Walk). 

Os resultados mostraram que, entre o início do estudo e T1, os pacientes apresentaram melhorias significativas na SARA, na mão dominante do 9HPT, no teste PATA e na 6MWT. Também melhoraram em vários parâmetros da medição da marcha. Apesar da tendência geral de piorar em todos esses parâmetros após a descontinuação do dispositivo, a maioria dos parâmetros que melhoraram em T1 não foram significativamente diferentes em T2. 

"Este pequeno estudo representa uma primeira evidência preliminar de que a vibração mecânica focal exercida por um estabilizador propriocetivo portátil pode melhorar a ataxia dos membros e da marcha em pacientes afetados por ataxias cerebelosas hereditárias", escreveram os investigadores. "Uma vez que nosso estudo foi gerado na hipótese da natureza, um estudo maior seria necessário para confirmar os resultados aqui apresentados. São necessários outros estudos controlados mais amplos para estabelecer a eficácia desta abordagem terapêutica reabilitadora não-farmacológica para a ataxia dos membros e da marcha em ataxias cerebelosas hereditárias". 

A ataxia de Friedrich é uma doença neurodegenerativa pediátrica incurável que deriva de uma mutação no gene da frataxina (causada por repetições duma sequência de ADN, conhecida como expansão de repetição GAA), o que prejudica a expressão normal da proteína frataxina. Estas expansões causam uma redução substancial nos níveis da proteína frataxina, com consequências a nível celular. 

Os níveis baixos de frataxina são responsáveis ​​por várias manifestações clínicas, como ataxia, fraqueza muscular, sensibilidade anómala dos membros e várias alterações na estrutura de regiões cerebrais como o cerebelo. 


(artigo traduzido)