4 de janeiro de 2017

Deleção das repetições GAA a partir do gene da frataxina humano utilizando o sistema CRISPR-Cas9 em células derivadas de YG8R e ratos modelos da ataxia de Friedreich


D L OuelletCherif K, J Rousseau e J-P Tremblay 



Resumo 
A ataxia de Friedreich é uma doença monogénica devido a uma híper expansão do triplete GAA localizado no primeiro intron do gene da frataxina que causa problemas de transcrição. A deficiência da proteína frataxina resultante leva a uma disfunção do aglomerado biossíntese Fe-S na mitocôndria e stress oxidativo e morte celular. Aqui, utilizamos o sistema CRISPR-Cas9 para remover a expansão GAA mutada e restaurar atividade de transcrição do gene frataxina e o nível da proteína. Ambos os ratos modelos YG8R YG8sR e linhas celulares derivadas destes ratos foram usadas com sucesso para editar com CRISPR a expansão GAA in vitro e in vivo. No entanto, os nossos resultados sugerem o YG8sR como um modelo melhor e mais adequado para o estudo da edição CRISPR-Cas9 do gene mutante da frataxina. 


(artigo traduzido)