17 de agosto de 2016

Pfizer adquire Bamboo Therapeutics, cimentando a sua posição na indústria da terapia genética


Pfizer adquiriu recentemente a biotecnológica Bamboo Therapeutics, que desenvolve terapias para o tratamento potencial de pacientes com doenças neuromusculares e do sistema nervoso central (CNS) raras  como a ataxia de Friedreich (AF). 

Da aquisição espera-se que expanda o portfólio da Pfizer na terapia genética, incluindo a tecnologia de produção e conceção dvetor do vírus adeno-associado recombinante (rAAV); e 11.000 pés quadrados (1021.93344 metros quadrados) de instalações totalmente equipadas para o fabrico da Fase 1/2 de terapia genéticaque a Bamboo adquiriu no início deste ano à Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill (EUA). 

"Acreditamos que as capacidades líderes da Bamboo na indústria de conceção e produção no vetor rAAV complementa a estratégia da Pfizer em relação às doenças raras e ajuda a Pfizer a inovar a vida dos pacientes com maiores necessidades," disse Gregory LaRosa, diretor científico da Unidade de Investigação das Doenças Raras da Pfizer, num comunicado de imprensa. "Reunindo a profunda compreensão científica dos colegas da Pfizer e da Bamboo, da biologia do rAAV e da produção do complexo biológico vai ajudar a posicionar-nos para o sucesso nesta área." 

Embora a FDA ainda não tenha aprovado quaisquer produtos de terapia genética, a abordagem está a emergir como uma promissora nova área de investigação médica para desenvolver tratamentos altamente específicosque visem as doenças causadas por mutações genéticas. A tecnologia experimental permite a introdução de uma cópia de um gene corrigido no corpo de um paciente para compensar um defeito. O processo de entrega pode ser feito de maneiras diferentes, incluindo vetores virais, tais como rAAVs. 

"O campo da investigação na terapia genética tem feito grandes avanços nos últimos anos, e temos o prazer de melhorar ainda mais a nossa posição de liderança nesta área, através desta transação com a Bamboo," disse Mikael Dolsten, presidente da investigação e desenvolvimento em todo o mundo da Pfizer. "Acreditamos que a terapia genética pode ser a promessa de trazer uma verdadeira modificação da doença para os pacientes que sofrem de doenças devastadoras, e esperamos ver esta promessa concretizar-se - por meio de recursos novos e existentes em casa e oportunidades de parceria potenciais - nos próximos anos ". 

Pfizer já pagou quase 43 milhões de dólares por cerca de 22% do capital da Bamboo no início deste ano. Nos termos da nova operação, a Pfizer adquire o restante capital da Bamboo por 150 milhões de dólares. Se os principais objetivos forem cumpridos, os acionistas da Bamboo vendedores serão elegíveis para potenciais pagamentos de até 495 milhões de dólares. 


FDA (Food and Drug Administration) – Entidade que regula os medicamentos e alimentos nos EUA 


(artigo traduzido)