7 de fevereiro de 2016

A Avalanche vai expandir a terapia genética através da aquisição da Annapurna

A Avalanche Biotechnologies, Inc., (EUA) anunciou que assinou um "acordo definitivo" para adquirir a empresa francesa Annapurna Therapeutics SAS. A fusão, que deverá estar concluída em meados de 2016, foi aprovada pelos conselhos de administração das duas empresas, mas está sujeita à aprovação dos acionistas da Avalanche.
Ao abrigo dos termos do contrato, a Avalanche irá adquirir a totalidade das ações em circulação da Annapurna em troca de cerca de 17.6 milhões novas ações emitidas ordinárias da Avalanche.
"Esta transação cria a oportunidade de construir uma empresa líder de terapia genética com uma extensa linha de produção e recursos científicos, humanos e financeiros significativos", Paul B. Cleveland, presidente e CEO da Avalanche, disse num comunicado de imprensa. "Eu tenho muito respeito pelo compromisso da Annapurna com a investigação e desenvolvimento de alto nível e estamos ansiosos para trabalhar em conjunto para conduzir os nossos atuais programas combinados para a frente."
A Avalanche Biotechnologies, com sede em Menlo Park, Califórnia (EUA), é uma empresa de terapia genética voltada para o tratamento de doenças crónicas ou debilitantes, incluindo a ataxia de Friedreich. Atualmente, a empresa está a trabalhar para desenvolver novos produtos candidatos baseados na próxima geração de vírus adeno-associados (AAV). A Annapurna Therapeutics SAS, com sede em Paris, é uma empresa privada focada em terapias genéticas para necessidades médicas não satisfeitas.
A linha de produção da empresa resultante da fusão inclui quatro programas baseados na nova terapia genética da Avalanche concentrados na cardiomiopatia associada à ataxia de Friedreich, alergias graves, angioedema hereditário, e deficiência de Alfa-1-antitripsina (A1AT), bem como os seus programas oftálmicos existentes. A empresa combinada terá sede em Menlo Park (EUA), e a tesouraria da Avalanche - estimadas pela empresa em cerca de 258 milhões de euros - vai apoiar os seus programas, pelo menos nos três anos iniciais.
Cleveland será CEO da empresa resultante da fusão, e Amber Salzman, presidente e CEO da Annapurna, servirá como presidente e COO.
"Os nossos negócios são altamente complementares, e esta transação permite-nos combinar as melhores ativos de ambas as empresas à medida que nos  dirigimos para o desenvolvimento de novas terapias genéticas em várias áreas de doenças, incluindo doenças raras", disse Salzman. "Esta transação fornece os recursos necessários para trazer tratamentos promissores para a prática clínica."


(artigo traduzido)