26 de dezembro de 2015

Estudo de ressonância magnética longitudinal mostra dano piramidal progressivo na ataxia de Friedreich

Rezende TJ, Silva CB, Yassuda CL, Campos BM, D'Abreu A, Cendes F, Lopes-Cendes I, França MC Jr


Resumo

INTRODUÇÃO:
A medula espinhal e os nervos periféricos são conhecidos classicamente como sendo danificados na ataxia de Friedreich, mas a extensão do envolvimento cerebral na doença e na sua progressão ao longo do tempo ainda não são caracterizados. O objetivo deste estudo foi o de avaliar o dano cerebral longitudinalmente na ataxia de Friedreich.
MÉTODOS:
Foram incluídos 31 pacientes e 40 controlos, que foram avaliados no início do estudo e após 1 e 2 anos. Para avaliar a massa cinzenta, empregamos morfometria baseada em voxel e medidas de espessura cortical. A substância branca foi avaliada utilizando as imagens de um tensor de difusão. As análises estatísticas foram ambas em corte transversal e longitudinal (corrigido para comparações múltiplas).
RESULTADOS:
A comparação de grupo entre pacientes e controlos revelou diferenças macroestruturais generalizadas no início do estudo: atrofia da substância cinzenta nos núcleos dentados, tronco cerebral, e giros precentrais; e atrofia da substância branca no cerebelo e pedúnculos cerebelosos superiores, tronco cerebral, e áreas periventriculares. Não identificamos qualquer alteração volumétrica longitudinal ao longo do tempo. Houve extensas alterações microestruturais, incluindo pedúnculos cerebelosos superiores, corpo caloso, e tratos piramidais. A análise longitudinal identificou anomalias progressivas microestruturais no corpo caloso, tratos piramidais, e pedúnculos cerebelosos superiores após 1 ano de seguimento.
CONCLUSÃO:
Os pacientes com ataxia de Friedreich apresentam danos nas substâncias cinzenta e branca mais difundidos do que anteriormente relatados, incluindo não apenas as áreas infratentoriais, mas também as estruturas supratentoriais. Além disso, os pacientes com ataxia de Friedreich têm anomalias microestruturais progressivas passíveis de deteção num seguimento a curto prazo.


(artigo traduzido)